Cancro do pulmão poderá ser a principal causa de morte entre as mulheres

Estudo publicado nos “Annals of Oncology”

15 fevereiro 2013
  |  Partilhar:

O cancro do pulmão poderá ultrapassar o cancro da mama como a principal causa de morte por cancro entre as mulheres europeias, sugere um estudo publicado nos “Annals of Oncology”.
 

Após terem analisado a taxa de cancro na europa e em sete países específicos - França, Alemanha, Itália, Polónia, Espanha e Reino Unido – os investigadores italianos e suíços estimam que em 2013 irão morrer mais de 1,3 milhões de pessoas por cancro. Apesar de os números atuais terem aumentado comparativamente a 2009, a taxa de indivíduos que morre por cancro diminui 6% nos homens e 4% nas mulheres.
 

Apesar de a taxa de mortes por cancro ter globalmente diminuído, a taxa de morte por cancro do pulmão continua a aumentar entre as mulheres europeias, enquanto o cancro da mama está a diminuir. Os investigadores estimam que, em 2013, ocorrerão 88.886 mortes por cancro da mama e 82.640 morte por cancro do pulmão. “Se a tendência no número de mortes por cancro continuar, em 2015 o cancro do pulmão vai ser a principal causa de morte na Europa”, revelou, em comunicado de imprensa, um dos autores do estudo, Carlo La Vecchia.
 

O estudo apurou ainda que houve um declínio na taxa de morte por cancro coloretal na Europa. Segundo o investigador, as principiais razões para esta diminuição são o aumento do rastreio e diagnóstico, bem como a adoção de melhores tratamentos.
 

O cancro do pâncreas é o único tipo de cancro para o qual os investigadores estimam que o número de casos vá aumentar em 2013. A melhor forma de prevenir o desenvolvimento deste tipo de cancro é evitar o tabagismo, o excesso de peso e consequentemente o início da diabetes. Este tipo de medidas poderá impedir o desenvolvimento de cerca de um terço dos cancros pancreáticos na Europa.
 

Os investigadores concluem que, com base nos resultados deste estudo, os governos europeus deveriam dar particular atenção ao controlo tabagismo, especialmente entre as mulheres e homens de meia-idade. Caso as pessoas fossem encorajadas a deixar de fumar, ou não iniciar este hábito de todo, poderiam ser evitadas centenas de milhares de mortes por ano, na Europa. Outras medidas que também poderiam diminuir o número de mortes por esta doença incluem o controlo do excesso de peso, consumo de álcool, bem como a otimização do diagnóstico e tratamento do cancro.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.