Cancro do pâncreas: novo gene foi descoberto

Estudo publicado na “Nature”

03 maio 2012
  |  Partilhar:

Investigadores britânicos identificaram um novo alvo terapêutico para o cancro do pâncreas, dá conta um estudo publicado na revista “Nature”.

 

O cancro do pâncreas mata, todos os anos, mais de 8.000 indivíduos no Reino Unido e apesar de as taxas de sobrevivência estarem a aumentar gradualmente, menos de um em cada cinco pacientes sobrevivem um ano após o diagnóstico.

 

Para este estudo os investigadores do Cancer Research UK's Cambridge Research Institute, no Reino Unido, utilizaram modelos animais de cancro do pâncreas para identificar os genes que aceleravam o crescimento deste tipo de tumor. Com o auxílio de técnicas de biologia molecular avançadas, os investigadores foram capazes de identificar os genes supressores de tumores que, em condições normais, protegem contra o desenvolvimento do cancro. Estes genes podem ser vistos como “travões” que quando danificados não conseguem impedir a multiplicação descontrolada das células.

 

Assim, os autores do estudo descobriram que um dos genes que impede habitualmente este tipo de divisão descontrolada, o USP9x, estava inativo em algumas células tumorais pancreáticas. Foi verificado que a inativação deste gene, e não a sua mutação, era provocada pela ligação de moléculas ao USP9x, que permitiam que as células tumorais ficassem protegidas das defesas do organismo, tornando-as mais agressivas e com uma maior capacidade de se disseminar rapidamente.

 

Na opinião dos investigadores este gene poderá estar inativo em cerca de 15% dos cancros do pâncreas. Como já existem alguns fármacos promissores para o tratamento do cancro do pulmão que apresenta este tipo de inativação, os autores do estudo esperam que estes também possam tratar os indivíduos com cancro do pâncreas.

 

Uma das autoras do estudo, Julie Sharp, revelou, em comunicado de imprensa que “estes resultados levantam assim a possibilidade de estarem a surgir uma nova classe de fármacos promissores para o tratamento de certos tipos de cancro do pâncreas”.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 4
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.