Cancro do cólon: genes não são os únicos envolvidos

Estudo publicado na “Science”

18 dezembro 2012
  |  Partilhar:

Os fatores genéticos não são os únicos a determinar o desenvolvimento de cancro do cólon. Um estudo publicado na “Science” refere que os fatores celulares também desempenham um papel importante não apenas no desenvolvimento, como também na forma como a doença responde ao tratamento.
 

Neste estudo os investigadores da University Health Network, no Canadá, encontraram uma forma de monitorizar o desenvolvimento das células tumorais ao longo do tempo, tendo descoberto que estas não são todas iguais. Na verdade, foi constatado que apenas algumas mantêm o tumor em crescimento, e dentro deste grupo, há ainda algumas diferenças. Enquanto umas células impulsionam o crescimento por longos períodos, até 500 dias, outras concluem-no ao fim de 100 dias.
 

O estudo também apurou que havia um tipo de células estimuladoras do cancro que se mantinham dormentes até serem ativadas. Curiosamente, apesar deste comportamento distinto, todas as células apresentavam as mesmas mutações genéticas.
 

Posteriormente os investigadores, liderados por John Dick, testaram a eficácia da quimioterapia em tumores humanos que se estavam a desenvolver em ratinhos imunodeficientes. Apesar do tratamento matar as células que tinham crescimento mais prolongado, ativava as células de crescimento mais curto. Como resultado estas saíam do seu estado de dormência, o fazia com que o tumor se voltasse a desenvolver.
 

Mais uma vez os investigadores verificaram que as células que sobreviveram ou que foram eliminadas com o tratamento apresentavam as mesmas mutações. Na opinião dos autores do estudo, estes resultados demonstraram que são os fatores celulares e não os genéticos que determinam o sucesso do tratamento.
 

Estes achados põem em causa a visão convencional de que o crescimento tumoral e a resistência à quimioterapia são determinados exclusivamente pelas mutações genéticas presentes nas células tumorais.
 

John Dick conclui que, com esta mudança de paradigma, a investigação necessita de se focar também nas propriedades biológicas das células para que os tratamentos tenham mais sucesso.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.