Cancro diminui na Europa com excepção dos provocados por tabaco e obesidade

Estudo publicado pela revista “European Journal of Cancer”

18 agosto 2009
  |  Partilhar:

O número de diagnósticos e mortes por cancro tem diminuído na Europa desde 1990, com excepção dos que são provocados pelo tabagismo e pela obesidade, segundo uma análise realizada por uma equipa do Hospital de Roterdão, na Holanda, e publicada pela revista “European Journal of Cancer”.

 

O estudo, que analisou 17 tumores diferentes em 21 países da União Europeia desde 1990, indica uma tendência de descida de novos diagnósticos e mortes por cancro, mas mostra também uma queda na sobrevivência dos doentes depois dos cinco anos após o diagnóstico.

 

O documento aponta, no entanto, para duas excepções a esta tendência de descida de diagnósticos: os tumores provocados pelo tabagismo e os causados por obesidade. Em relação aos tumores causados por obesidade, o estudo adianta que o seu aparecimento pode estar relacionado com a má alimentação e a pouca actividade física.

 

No caso do cancro do pulmão, a tendência é de diminuição da mortalidade na maioria da Europa, embora se verifique um crescimento “preocupante” deste tipo de tumor nas mulheres em quase todos os países europeus, exceptuando-se a Espanha, a Dinamarca e o Reino Unido.

 

A análise indica que a sobrevivência à maioria dos tumores - mas sobretudo aos da mama, próstata e pele - melhorou no continente graças a diagnósticos cada vez mais precoces, a equipas médicas mais bem preparadas, a tratamentos mais modernos e a programas organizados de rastreio.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.