Cancro da próstata: vitamina D prevê agressividade

Estudo publicado no “Journal of Clinical Oncology”

04 março 2016
  |  Partilhar:

Investigadores americanos sugerem que há uma ligação entre os níveis baixos de vitamina D e a agressividade do cancro da próstata, revela um estudo publicado no “Journal of Clinical Oncology”.
 

Na opinião dos investigadores da Universidade de Northwestern, nos EUA, estes achados são importantes, pois fornecem um guia para os homens e médicos que estão a considerar a vigilância ativa, na qual o cancro é monitorizado em vez de a próstata ser removida.
 

"Os homens com pele escura, baixa ingestão de vitamina D ou baixa exposição solar devem avaliar os níveis de vitamina D quando são diagnosticados com níveis elevados da proteína PSA ou cancro da próstata. No caso de os níveis de vitamina D serem reduzidos estes devem ser corrigidos com suplementos”, revelou, em comunicado de imprensa, o líder do estudo, Adam Murphy.
 

Para o estudo os investigadores contaram com a participação de 190 homens, com um média de 64 anos, que tinham sido submetidos a uma prostatectomia radical, cirurgia para remoção da próstata, entre 2009 e 2014. Quando submetidos à cirurgia verificou-se que 87 tinham cancro da próstata agressivo.
 

O cancro da próstata agressivo é definido com base no facto de as células tumorais terem migrado para fora da próstata. Este tipo de cancro também é caracterizado por uma pontuação elevada na escala de Gleason, que significa que o tecido tumoral difere bastante do saudável e é mais propenso a disseminar-se.
 

Os pacientes diagnosticados com cancro da próstata agressivo tinham, em média, 22,7 nanogramas/mililitro de vitamina D, uma concentração significativamente menor à considerada normal (30 nanogramas/mililitro).
 

Adam Murphy refere que a média dos níveis de vitamina D durante o inverno é de 25 nanogramas/mililitro de vitamina D. Uma vez que esta vitamina é importante para a saúde óssea e pode ser um biomarcador de outras doenças, o investigador aconselha todos os homens a restabelecer a vitamina D para níveis normais. “É um cuidado de saúde preventivo inteligente”, conclui.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.