Cancro da pele aumenta entre norte-americanas

Número de carcinomas quase triplicou em menos de 30 anos

28 setembro 2005
  |  Partilhar:

 

 

A incidência dos dois tipos de cancros da pele mais vulgares - os carcinomas basocelulares e os espinocelulares - está a aumentar entre as mulheres com menos de 40 anos, segundo um estudo divulgado no Journal of the American Medical Association.
 

 

Uma equipa de investigadores debruçou-se sobre cerca de 500 casos de carcinoma - que não melanomas - diagnosticados entre 1974 e 2003 em residentes de Olmsted County, no Minnesota, EUA. Os resultados, citados pela Reuters, revelam que a taxa daquele tipo de carcinomas subiu de 13 por cem mil mulheres com menos de 40 anos em meados dos anos 70, para 32 por cem mil em 2003. Ou seja, quase o triplo. Entre os homens só se verificou um aumento no que diz respeito aos carcinomas espinocelulares.
 

 

O estudo, também mostra «a necessidade de centrar a prevenção do cancro da pele nos jovens adultos». A equipa alerta para alguns factores de risco, nomeadamente a exposição prolongada aos raios nocivos do sol, apesar de todos os avisos e campanhas de informação, e a utilização de solários.
 

 

Em números totais, há cinco anos, foram diagnosticados nos EUA 800 mil novos casos de carcinomas basocelulares e 200 mil de carcinomas espinocelulares.
 

 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.