Cancro da pele ameaça adolescentes norte-americanos
04 junho 2002
  |  Partilhar:

Um estudo da universidade de Boston, nos EUA, revela que a maioria dos adolescentes americanos não utiliza protector solar, apesar dos avisos para o perigo da exposição excessiva ao sol.
 

 

Apenas 34 por cento dos adolescentes, entre os 12 e os 18 anos, admitiram usar frequentemente protector solar, 83 por cento já tiveram, pelo menos uma vez, queimaduras solares, enquanto 36 por cento, na passada época balnear, já foram afectados mais de três vezes.
 

 

Este estudo concluiu que o aumento do cancro da pele nos mais jovens deve-se ao desejo dos adolescentes de terem uma pele bronzeada, nem que para isso apanhem uns «escaldões». Outra das causas prováveis é o crescente aumento da utilização de solários.
 

 

Fonte:Diário Digital
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar