Cancro da mama: Investigadores vão examinar irmãs de doentes

Ciência pretende despistar papel dos genes

20 outubro 2004
  |  Partilhar:

Um novo estudo clínico norte- americano vai investigar as causas genéticas e ambientais do cancro da mama através de exames a 50 mil irmãs de mulheres já diagnosticadas com a doença.O «Sister Study», promovido pelo Instituto Nacional das Ciências da Saúde Ambiental, que faz parte dos Institutos Nacionais da Saúde dos EUA, será o maior estudo do seu género alguma vez realizado.«Ao estudarmos irmãs que partilham os mesmos genes, tiveram experiências comuns em ambientes semelhantes, e correm o dobro do risco de contraírem cancro da mama, poderemos conhecer melhor às causas da doença», afirmou Dale Sandler, coordenador do estudo, numa declaração à imprensa.As irmãs que se oferecerem para participar no estudo darão sangue, urina, unhas dos dedos dos pés, e até pó de casa, para ajudar a esclarecer como é que os rituais e rotinas do dia a dia, a par dos genes, contribuem para o risco de cancro.Essas mulheres serão acompanhadas durante dez anos para que os investigadores possam estudar em profundidade as poucas do grupo que contraíram a doença. O cancro da mama é a segunda neoplasia mais vulgarmente diagnosticada nas mulheres, depois do cancro da pele.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.