Cancro continua a aumentar em Portugal

Dados do Instituto Nacional de Estatística

07 fevereiro 2012
  |  Partilhar:

O número de mortes por cancro continua a aumentar em Portugal e em 2010 quase 25 mil portugueses morreram vítimas de um tumor maligno, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

 

“A doença oncológica tem aumentado em termos de incidência, de exigência, de peso assistencial. Tem aumentado em termos de recursos necessários, de complexidade da decisão terapêutica e daquilo que se faz aos doentes”, revelou à Lusa o presidente do Colégio da Especialidade de Oncologia da Ordem dos Médicos, Jorge Espírito Santo.

 

Em Portugal, a doença provoca cada vez mais mortes. De acordo com dados do INE, nos últimos cinco anos registou-se um aumento de 12% de mortes por cancro.

Apesar do aumento de mortes, Jorge Espírito Santo sublinha que a taxa de sobrevivência à doença é cada vez maior: “Há cada vez mais mortes em termos absolutos, mas a taxa de mortalidade da maioria dos tumores tem estado a diminuir”.

 

“Globalmente, por cada 100 novos doentes diagnosticados hoje com cancro, daqui a cinco anos, esperamos que entre 55 a 60 estejam vivos. Ora, este valor é muito mais alto do que era aqui há dez e há 20 anos, quando o valor andava pelos 40%”, explica o especialista.

 

Mas Jorge Espírito Santo lamenta que em Portugal o cancro tenha sido "sempre subfinanciado”.

 

“Os recursos que são consumidos no combate ao cancro - desde a prevenção até aos cuidados paliativos - são muito mais baixos do que o impacto que a doença tem na sociedade”, defendeu.

 

Para o presidente do Colégio de Oncologia, é preciso fazer o levantamento e saber em que condições se pratica a oncologia hoje em dia e, depois, "têm de ser definidas regras nacionais iguais para todos".

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 3Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.