Cancro: A alimentação pode ajudar a tolerar os tratamentos

Estudo vale prémio internacional a portuguesa

16 março 2005
  |  Partilhar:

 

 

Uma cientista portuguesa foi premiada internacionalmente por um estudo pioneiro sobre o impacto da alimentação nos doentes com cancro, através do qual concluiu que uma nutrição adequada os ajuda a tolerar melhor os tratamentos, atenuando os sintomas.
 

 

Os resultados do trabalho sustentam que a nutrição tem de ser um aspecto a ter em conta no tratamento global dos doentes com cancro, explicou Paula Ravasco à Agência Lusa. A investigadora da Unidade de Nutrição e Metabolismo do Instituto de Medicina Molecular (IMM) está a fazer o doutoramento na área da nutrição e oncologia, na qual trabalha desde há três anos, contou.
 

 

Prestes a completar trinta anos, a cientista e nutricionista no Hospital de Santa Maria, foi agora distinguida com o prémio «Eminent Scientist of the Year 2004 and Millenium Golden International Award», na área da oncologia clínica, que será entregue dia 18 de Março, no IMM.
 

 

O galardão é concedido por uma associação mundial (International Research Promotion Council) que nomeia cientistas de acordo com a relevância e impacto dos trabalhos publicados. A investigação foi desenvolvida em ambiente clínico, em doentes do serviço de radioterapia do Hospital de Santa Maria, que mantém uma colaboração com o IMM.
 

 

Os resultados da investigação de Paula Ravasco foram já publicados em várias revistas científicas internacionais, como a Clinical Oncology, Clinical Nutrition ou Head and Neck.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.