Campanha "Comer bem é mais barato"

Entidades juntam-se para mudar os hábitos alimentares dos portugueses

18 março 2011
  |  Partilhar:

Várias entidades lançaram esta semana a campanha "Comer bem é mais barato" com o objectivo de contribuir para mudar atitudes e comportamentos alimentares das famílias portuguesas.

 

A campanha, criada pela Fundação Gulbenkian, Fundação EDP e SIC, com o apoio da DECO e da Associação Portuguesa dos Nutricionistas, “foi motivada por dados que dão conta de uma progressiva deterioração dos hábitos alimentares dos portugueses, que a crise económica e social veio agravar”.

 

Segundo o comunicado de imprensa, existe “uma relação directa entre a falta de recursos, o pouco tempo de que [os portugueses] dispõem e a falta de informação ou de motivação para melhorarem hábitos de consumo e de confecção dos alimentos”. Da campanha fazem parte ‘spots’ televisivos em que serão apresentadas sete refeições completas e equilibradas, do ponto de vista nutricional, pelo valor de um euro.

 

Da campanha faz ainda parte um roadshow - uma carrinha que viajará por sete cidades, parando em locais públicos para confeccionar as receitas da campanha. Nestas paragens será proposto o regresso ao tipo de cozinha tradicionalmente praticada na bacia do Mediterrâneo, com base em nutrientes como o azeite, os frutos e legumes frescos e o consumo moderado de produtos lácteos, carne e peixe. Entre os alimentos serão identificados aqueles que, pelo preço reduzido, melhor se encaixam nos orçamentos familiares carenciados.

 

As cidades serão Lisboa, Porto, Coimbra, Viana do Castelo, Santarém, Évora e Faro. Nestas acções de proximidade está prevista ainda a distribuição gratuita de um livro com as receitas divulgadas durante a campanha.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Classificações: 6Média: 4.5
Comentários 2 Comentar