Caminhar reduz riscos de acidente vascular cerebral nas mulheres

Estudo publicado no "Stroke"

26 abril 2010
  |  Partilhar:

As mulheres que caminham duas horas ou mais por semana têm um menor risco de sofrer um acidente vascular cerebral (AVC), revela um estudo publicado no “Stroke”.

 

Estudos anteriores já haviam constatado que a actividade física faz bem à saúde do coração, inclusive na redução do risco de AVC. De forma a analisar mais aprofundadamente este assunto, os investigadores da Harvard School of Public Health, em Boston, EUA, contaram com a participação de mais de 39 mil mulheres saudáveis, com 45 ou mais anos, às quais foi solicitada informação sobre a sua actividade física no início do estudo (1992-1995) e periodicamente ao longo deste.

 

Durante o período de acompanhamento, que teve a duração de cerca de 12 anos, 579 mulheres sofreram um AVC. Destes, 473 foram AVC isquémicos, o tipo mais comum de AVC causado por um bloqueio ou um coágulo sanguíneo numa artéria cerebral, 102 foram hemorrágicos e quatro de tipo indeterminado.

 

O estudo revelou também que, em comparação com as mulheres menos activas, as mais activas tinham um risco 17% menor de sofrerem um AVC durante o período de acompanhamento. Em comparação com mulheres que não caminhavam, as mulheres que caminhavam duas ou mais horas por semana, a qualquer ritmo, tinham um risco 30% menor de sofrer um AVC de qualquer tipo.

 

Os investigadores constataram que as mulheres que caminhavam a uma velocidade de cerca de 5 km por hora ou mais rápido tinham um risco 37% menor de sofrer qualquer tipo de AVC do que as mulheres que caminhavam a um ritmo mais lento. Andar parece diminuir principalmente o risco de acidente vascular cerebral isquémico.

 

Frank Hu, que também já havia publicado um estudo sobre a mesma temática, revelou que o presente estudo é clinicamente importante dados os efeitos colaterais devastadores do AVC, que incluem mobilidade reduzida, dificuldades de fala e perda de memória. Esta patologia é considerada a terceira causa de morte nos Estados Unidos, após a doença cardíaca e o cancro.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A
 

 

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.