Caminhar em grupo é benéfico para a saúde

Estudo publicado no “British Journal of Sports Medicine”

22 janeiro 2015
  |  Partilhar:

Um estudo recente indicou que as pessoas que caminham regularmente em grupo apresentam pressão arterial, batimentos cardíacos e colesterol total mais baixos.
 

Conduzido pela Universidade de East Anglia, no Reino Unido, o estudo revelou também que  aquela atividade é benéfica na redução da doença cardíaca coronária, depressão, índice de massa corporal (IMC) e outras doenças potencialmente fatais.
 

A equipa de investigadores, conduzida por Sarah Hanson e Andy Jones da Escola de Medicina de Norwich pertencente à mesma universidade, analisaram 42 estudos que envolveram um total de 1843 participantes de 14 países.
 

Os estudos abarcavam 74.000 horas de caminhadas em grupo e os participantes incluíam, para além de pessoas saudáveis, indivíduos com doença cardíaca, obesidade, diabetes de tipo 2, fibromialgia e Parkinson.
 

Os investigadores descobriram que as pessoas que pertenciam a grupos de caminhada revelavam descidas significativas na tensão arterial, ritmo cardíaco em repouso, peso, colesterol total e gordura corporal.
 

Foi também determinado que quem fazia frequentemente caminhadas em grupo evidenciava um melhor estado físico geral, melhorias na função pulmonar e menos depressão do que antes de terem começado aquela atividade. Finalmente, foram notadas reduções no IMC e na gordura corporal daqueles participantes.
 

“O nosso estudo demonstra que a adesão a um grupo de caminhada é uma das melhores e mais fáceis maneiras de melhorar a saúde a nível geral. Os benefícios são muito variados e estendem-se para além de tornar as pessoas mais fisicamente ativas. Mais, as pessoas acham que é relativamente fácil aderir a este tipo de exercício”, comenta Sarah Hanson.
 

“As vantagens de caminhar, incluindo uma menor incidência de certos cancros, são bem conhecidas, mas estas descobertas revelam que a dinâmica e a coesão social em caminhar em grupo poderão produzir vantagens adicionais. As pessoas que caminham em grupo tendem a ter uma atitude mais positiva em relação à atividade física, uma experiência partilhada de bem-estar e dizem que se sentem menos sós e isoladas. Caminhar com regularidade pode constituir também um catalisador na adoção de outros comportamentos saudáveis”, continua a coautora do estudo.

 

A investigadora considera ainda que os médicos poderão recomendar que os pacientes aumentem a quantidade de exercício moderado para benefício da sua saúde.

 

Sarah Hanson sugere a promoção da caminhada através da disponibilização, pelas autoridades locais, de grupos de caminhada para a saúde, planos que organizem caminhadas curtas de menos de uma hora, no meio da natureza.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.