Camarão com bactérias que podem ser nocivas para a saúde

Alerta da DECO

29 março 2011
  |  Partilhar:

O consumidor anda a pagar gelo por camarão e a levar para casa marisco mais pequeno do que o anunciado na embalagem, denuncia a DECO (Associação Portuguesa para a defesa dos consumidores), que encontrou camarões com bactérias que podem ser nocivas para a saúde.

 

Calibre e peso errados, rótulos em línguas estrangeiras ou com informação incorrecta ou incompleta e bactérias potencialmente patogénicas são problemas detectados pela DECO em 21 amostras testadas de camarão cru ultracongelado embalado de tamanho médio.

 

De acordo com um estudo da DECO, divulgado na revista Proteste e citado pela agência Lusa, “o camarão testado obteve bons resultados na frescura”, mas foram encontrados problemas nos pesos líquidos escorridos, na vidragem incorrecta, no tamanho inferior ao anunciado e detectadas “bactérias potencialmente patogénicas”.

 

Dos resultados obtidos, a DECO afirma que o consumidor paga “gelo ao preço do camarão”, revelando que quando foi determinado o peso líquido escorrido, sem a massa de vidragem – camada de gelo na superfície dos camarões –, chegou-se à conclusão que muitos dos produtos não estavam bem vidrados.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.