Calorias são todas iguais?

Estudo publicado na revista “JAMA”

29 junho 2012
  |  Partilhar:

Investigadores americanos constataram que as dietas que reduzem o aumento de glucose no sangue após uma refeição, como a dieta de baixo índice glicémico ou a de baixo teor de hidratos de carbono, são preferíveis à dieta com baixo teor de gorduras para os indivíduos que querem manter o peso, após terem emagrecido, dá conta um estudo publicado na revista “JAMA”.

 

O ganho de peso é muitas vezes atribuído à falta de motivação ou fraca adesão à dieta e prática de exercício físico, mas ao que parece, a biologia também desempenha um papel importante neste processo. Após a perda de peso, a taxa a que as pessoas queimam calorias, o gasto energético, diminui, o que reflete um metabolismo mais lento. Assim, um menor gasto energético dificulta a manutenção de peso e ajuda a explicar por que motivo as pessoas voltam a ganhar o peso perdido.

 

Estudos anteriores, levados a cabo pela mesma equipa de investigação do Children's Hospital Boston, nos EUA, já tinham demonstrado as vantagens da adoção de uma dieta de baixo índice glicémico na perda de peso e na prevenção da diabetes, mas os seus efeitos durante a manutenção da perda de peso ainda não tinham sido avaliados.

 

Neste estudo, os investigadores decidiram avaliar os efeitos da composição da dieta no gasto energético durante a perda de peso, tendo para tal contado com a participação de 21 adultos que tinham perdido entre 10 a 15% do seu peso e, após terem estabilizado, seguiram uma das três dietas, de forma aleatória, durante 4 semanas. As dietas adotadas foram as seguintes: dieta com baixo teor de gorduras que limita o consumo de gorduras e dá preferência à ingestão de hidratos de carbono, 60% das calorias diárias são provenientes desta fonte; dieta de baixo índice glicémico, essencialmente composta, por cereais pouco processados, gorduras saudáveis, vegetais e frutas, onde 40% das calorias diárias são provenientes dos hidratos de carbono; e a dieta com baixo teor de hidratos de carbono onde apenas 10% das calorias diárias são provenientes de hidratos de carbono.

 

Os resultados do estudo sugerem que a dieta de baixo índice glicémico é mais eficaz do que as alternativas convencionais a queimar calorias e a manter o gasto energético a uma maior taxa após a perda de peso. “Observámos que, contrariamente ao dogma nutricional, as calorias não são todas iguais”, revelou, em comunicado de imprensa, um dos líderes do estudo, David Ludwig. Os investigadores verificaram que o total de calorias queimadas diminui 300 calorias para os indivíduos que adotaram uma dieta com baixo teor de gorduras, em comparação com os que seguiram uma dieta com baixo teor de hidratos de carbono, o que é semelhante à quantidade de calorias queimadas após uma hora de atividade física.

 

Por outro lado, o estudo também apurou que a dieta com baixo teor de hidratos de carbono foi a que conseguiu produzir melhores resultados a nível do metabolismo, mas com um pequeno senão. Esta dieta aumentou os níveis de cortisol dos participantes, os quais podem conduzir à resistência à insulina e doenças cardiovasculares. Esta dieta também aumentou os níveis de proteína C reativa que também estão associados a um aumento do risco de doenças cardiovasculares.

 

Apesar de a dieta com baixo teor de gorduras ser tradicionalmente recomendada nos EUA é a que causa uma maior diminuição do gasto energético, um padrão lipídico prejudicial e uma maior resistência à insulina.

 

“Para além dos benefícios reportados neste estudo, acreditamos que a dieta de baixo índice glicémico seja mais fácil de seguir numa base diária, em comparação com a dieta com baixo teor de hidratos de carbono, considerada por muitos limitativa”, conclui a outra líder do estudo, Cara Ebbeling.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.