Calor matou 1.316 pessoas em Portugal

Ministro diz que dados da OMS são iguais aos seus

03 outubro 2003
  |  Partilhar:

Os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre a morte em Portugal de 1.316 pessoas devido ao calor não diferem do que o ministro da Saúde defendeu no Parlamento, disse sexta-feira à Lusa fonte oficial.
 

 

Fonte do gabinete do ministro da Saúde disse à agência Lusa que as nove vítimas do calor referidas por Luís Filipe Pereira, no Parlamento, em Setembro, são resultado de critérios apertados de classificação, baseados na análise das certidões de óbito. Segundo estas certidões , apenas nove pessoas morreram por causa do calor, adiantou a mesma fonte.
 

 

De acordo com o porta-voz do Ministério, os dados da OMS, relatados esta sexta-feira pelo Diário de Notícias, são a «reprodução do relatório preliminar do Instituto Ricardo Jorge» que aponta de facto para a morte de 1.316 pessoas devido ao calor nos primeiros 15 dias de Agosto.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar