Cálcio reduz risco de cancro do cancro do cólon e do recto

Estudo avalia potencial do mineral em mulheres

31 janeiro 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

As dietas ricas em cálcio e os suplementos desse mineral reduzem o risco de cancro do cólon e do recto em mulheres, segundo um estudo do Centro de Estudo do Cancro da Universidade de Minnesota, EUA.
 

 

Os autores do estudo, publicado pela revista Journal Cancer Epidemiology, Biomarkers and Prevention, disseram que provavelmente o cálcio também diminui os riscos deste tipo de cancro nos homens. No entanto, no sexo masculino existe o problema de os produtos ricos em cálcio aumentarem o risco de cancro na próstata.
 

 

Entre os 45.354 casos de mulheres investigados pelos cientistas durante mais de oito anos, tempo em que se realizou o estudo, 482 desenvolveram cancro do cólon e do recto, a segunda forma de cancro que mais mata nos EUA, depois do pulmão.
 

 

As que consumiam no mínimo 800 miligramas de cálcio por dia tinham menos 26 por cento de risco de contrair a doença que as que ingeriam menos de 530 miligramas, acrescenta o relatório. O risco era 46 por cento menor entre as que ingeriam mais de 412 miligramas de cálcio na sua alimentação e mais de 800 miligramas em suplementos. Segundo os cientistas, «a redução do risco aconteceu independentemente da fonte de cálcio».
 

 

Traduzido por:
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.