Café pode diminuir risco de gota nas mulheres

Estudo publicado no “American Journal of Clinical Nutrition”

23 setembro 2010
  |  Partilhar:

Pequenas doses de café diárias ao longo da vida podem diminuir o risco de gota nas mulheres menopáusicas, refere um estudo da Boston University, em Massachusetts, EUA, publicado no “American Journal of Clinical Nutrition”.

 

A gota caracteriza-se pela acumulação de ácido úrico no sangue que forma cristais em forma de agulha e, embora a condição seja rara nas mulheres mais jovens, atinge cerca de uma em cada 20 depois da menopausa.

 

A relação entre o consumo de café e um menor risco de gota já tinha sido constatado no homem, mas os mesmos benefícios nunca tinham sido testados na mulher. Por isso mesmo, os cientistas decidiram analisar se a mesma relação existia na mulher, em especial nas mais velhas, dado que com a menopausa perdem-se os benefícios do estrogénio que compensa os níveis de ácido úrico.

 

Para o estudo, foram analisadas 89.433 mulheres registadas num programa de acompanhamento médico para o controlo da doença, iniciado em 1976. Os investigadores também analisaram os estilos de vida, dieta e hábitos de consumo de café das mulheres através de questionários preenchidos pelas participantes a cada dois a quatro anos.

 

Após controlarem factores que representam risco de gota, tais como o índice de massa corporal, consumo de álcool, uso de diuréticos e ingestão de leite, verificaram que beber café ao longo da vida diminui significativamente as probabilidades de sofrer de gota. A relação, segundo os cientistas, é directa: quanto mais café consumido, menor o risco da doença.

 

De acordo com o estudo, o risco de gota foi 22% inferior para quem bebia uma a três chávenas diárias de café e 57% menor para quem tomava mais de quatro cafés por dia.

 

No decorrer do trabalho, também foi investigado se o mesmo efeito ocorria com o consumo de chá ou refrigerantes com cafeína, mas não foi verificado o mesmo efeito constatado com o consumo de café. Contudo, beber café descafeinado apresentou um "modesto" benefício.

 

A equipa de investigadores, liderada por Hyon Choi, questiona agora que "outros componentes presentes no café, além da cafeína, podem também contribuir" para a redução do risco de gota.

 

Os cientistas advertem, contudo, para o facto de o estudo ter avaliado apenas o consumo de café a longo prazo, não defendendo, por isso, que as idosas comecem a consumir a bebida se nunca o fizeram durante toda a vida, dado poder conduzir a um aumento dos níveis de tensão arterial e de cálcio, entre outras patologias.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Classificações: 3Média: 4.7
Comentários 1 Comentar

Cafe gourmet com Ganoderma/Reishi...

- Mais um excelente motivo para bebermos Cafe Gourmet Saudável, lote Arabica ( nao ácido ), com Ganoderma/Reishi.
Com mais de 150 antioxidantes, mais de 200 fitonutrientes, polissacarideos, germanio organico, reforça sistema imunitario, previne e evita cancro e muitas outras doenças...
Ainda nao conhece Ganoderma Lucidum e os seus elevados beneficios ?
Solicitar informação e sua caixa de café experiencia, chá verde, chocolate quente com Ganoderma, in box

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.