Cadeira de rodas comandada pela língua pode ajudar paraplégicos

Aparelho desenvolvido pelo Georgia Institute of Technology

31 agosto 2008
  |  Partilhar:

Um grupo de cientistas do Georgia Institute of Technology, nos EUA, desenvolveu um aparelho que permite a deficientes físicos controlar uma cadeira de rodas através de um implante colocado na língua.
 

 

O aparelho foi apresentado durante o encontro anual da RESNA, Rehabilitation Engineering and Assistive Technology Society of North America (RESNA), em Washington, nos EUA.
 

 

Denominado Tongue Drive (Impulso da Língua), o aparelho é um íman, do tamanho de um grão de arroz, que se implanta na ponta da língua dos pacientes e funciona como o cursor do rato de um computador ou o joystick que controla os movimentos das cadeiras de rodas eléctricas.
 

 

Segundo o professor Maysam Ghovanloo, que desenvolveu o dispositivo, a língua foi escolhida por não ser controlada pelo cérebro através da espinal medula, que se encontra danificada nos paraplégicos.
 

 

A equipa testou o aparelho em 18 pessoas saudáveis, que usavam o rato do computador e uma cadeira de rodas eléctrica, apenas com o movimento da língua.
 

 

No teste com os computadores, os participantes testaram seis comandos diferentes que substituiriam o clique e o movimento do rato - esquerda, direita, para cima, para baixo, clique único e dois cliques. De acordo com os resultados, a resposta do computador para os comandos dados pela língua foram realizadas em menos de um segundo e os participantes tiveram quase 100% de precisão nos comandos.
 

 

A equipa salientou que, ao contrário de outros mecanismos, o novo aparelho é não-invasivo e o seu implante não requer cirurgias complicadas no cérebro. O próximo passo será testar o aparelho em pacientes com deficiências graves.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.