Cabeleireiros correm maior risco de contrair cancro

Alerta publicado na revista “Lancet Oncology”

14 abril 2008
  |  Partilhar:

Os cabeleireiros correm um risco acrescido de contrair um cancro devido aos corantes de tintas para o cabelo e outros produtos químicos que utilizam, indica um artigo publicado na revista “Lancet Oncology”.
 

Num artigo publicado na edição de Abril, a agência responsável pela investigação do cancro da Organização Mundial da Saúde, com sede em Lyon na França, destacou que existem milhares de cabeleireiros e barbeiros em todo o mundo a exercer uma profissão que os expõe a substâncias cancerígenas.
 

 

Nos homens existe a possibilidade de aparecimento de um cancro na bexiga, um risco menor nas mulheres que exercem esta profissão.
 

 

No entanto, os especialistas reunidos em Lyon, em Fevereiro, não encontraram relação no aparecimento da doença e a utilização dos produtos de coloração nas pessoas que o fazem a si próprias.
 

A acompanhar o artigo da “Lancet Oncology” está uma monografia que revê todos os produtos utilizados em cabeleireiros, disponível em http://monographs.iarc.fr/ENG/Monographs/vol57/volume57.pdf.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.