Bullying: quais os fatores de risco?

Estudo publicado no “Psychology of Popular Media Culture”

23 julho 2012
  |  Partilhar:

A exposição à violência nos meios de comunicação social é apenas um dos seis fatores de risco associados ao comportamento agressivo das crianças perante os colegas, refere um estudo publicado no “Psychology of Popular Media Culture”.
 

Neste estudo os investigadores da Iowa State University, nos EUA, contaram com a participação de 430 crianças que tinham entre sete e onze anos, tendo constatado que existem seis fatores de risco que influenciam a agressividade das crianças: exposição à violência nos meios de comunicação social, baixo acompanhamento parental, sexo, tendência à hostilidade, vitimização física e conflitos físicos anteriores. Através do conhecimento dos fatores de agressão, as escolas podem identificar os alunos que têm uma maior tendência para relações conflituosas.
 

O principal autor do estudo, Douglas Gentile, revelou que “se há uma preocupação com o bullying nas escolas, então este tipo de abordagem tem implicações práticas, na medida em que pode ajudar a identificar das crianças que têm um maior risco para o comportamento de bullying”.
 

O investigador diz que com base em três fatores – ser rapaz, envolvimento em situações conflituosas no ano anterior e exposição a violência nos media – pode prever-se, com 80% de eficácia, que uma criança com este perfil estará envolvida num comportamento de bullying. “A análise dos seis fatores de risco pode prever ,esse comportamento, com 94% de eficácia. Apenas não podemos prever o dia”, acrescentou Douglas Gentile
 

De acordo com o coautor do estudo, Brad Bushman, a exposição à violência nos meios de comunicação social tem sido sobrestimada, nos estudos anteriores, em relação aos restantes fatores de risco. “Esta nova abordagem estatística permitir-nos-á obter uma avaliação mais precisa de quanto um fator de risco, em combinação com o restantes, poderá contribuir para a agressão. Tornou-se claro que a violência nos meios de comunicação social é similar aos restantes fatores de risco”.
 

Neste estudo os estudantes foram questionados quanto aos seus três programas televisivos favoritos, jogos de computador ou filmes, assim como a frequência com que os viam ou jogavam e a sua violência. Os investigadores utilizaram um sistema para calcular o grau de exposição de cada participante à violência, que já tinha sido previamente utilizado noutras crianças e estudos. Posteriormente o grau de violência foi multiplicado pela frequência com que viam os filmes ou jogavam os jogos.
 

Douglas Gentile afirma que a exposição à violência é apenas um dos fatores de risco ao qual não deve ser dada especial atenção em comparação com os outros fatores. A única diferença é que é um fator de risco de fácil controlo para os pais.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

 

Partilhar:
Classificações: 4Média: 4.8
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.