Brucelose ainda não foi erradicada em Portugal

Declarações do director-geral de Veterinária

02 março 2007
  |  Partilhar:

 

Portugal gasta anualmente, em média, 15 milhões de euros no combate à Brucelose, uma doença transmissível ao homem que o país ainda não conseguiu erradicar, ao contrário da maioria dos países da União Europeia.
 

 

Segundo o director-geral de Veterinária, Agrela Pinheiro, dos 15 milhões de euros gastos no controlo da Brucelose há um reembolso comunitário de 2,5 milhões de euros. "Tem havido um esforço significativo dos contribuintes no combate a esta doença", reconheceu Agrela Pinheiro num seminário que decorreu esta semana em Lisboa.
 

 

A Brucelose é uma doença que pode afectar bovinos, ovinos e caprinos e que é transmitida ao homem, sobretudo através do consumo de leite ou derivados não pasteurizados. "Nos últimos três, quatro ou cinco anos chegámos a uma situação em que os indicadores da doença estão muito próximos da erradicação, mas sem conseguirmos chegar a essa erradicação", declarou o director-geral de Veterinária.
 

 

Os indicadores mostram que tem havido sempre um decréscimo no número de casos, mas, mesmo assim, anualmente aparecem novas explorações com casos positivos, o que, segundo os especialistas, dificulta a erradicação.
 

 

Fonte: Lusa
 

MNI- Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.