Brócolos poderão ajudar na prevenção e tratamento do cancro da mama

Estudo publicado no “Clinical Cancer Research”

09 maio 2010
  |  Partilhar:

Um composto presente nos brócolos poderá ajudar na prevenção e no tratamento do cancro da mama através da eliminação das células estaminais cancerígenas, refere um estudo publicado no “Clinical Cancer Research”.

 

As células estaminais cancerígenas são um tipo de células estaminais associado ao crescimento de vários tumores e que resiste à quimioterapia. Desta forma, apesar de os tumores poderem diminuir ou mesmo desaparecer com este tipo de tratamento, as células estaminais cancerígenas tumorais resistem ao tratamento podendo reproduzir-se, dando origem a novas células tumorais.

 

Sabendo que este tipo de células tem um papel importante na recorrência e disseminação do cancro, os investigadores da University of Michigan, nos EUA, avaliaram o efeito do sulforafano, um composto presente nos brócolos e nas folhas deste vegetal que tem propriedades anticancerígenas já conhecidas, na eliminação das células estaminais cancerígenas da mama.

 

Para este estudo, Duxin Sun e os seus colaboradores injectaram, diariamente, diferentes concentrações de sulforafano, proveniente de extracto de brócolos ou uma solução de soro fisiológico, a ratinhos que sofriam de cancro da mama. Ao fim de duas semanas de tratamento, os investigadores verificaram que o sulforafano conduziu a uma diminuição da quantidade de células estaminais cancerígenas e que este composto teve pouco efeito nas células saudáveis. Para além disso, as células tumorais dos ratinhos tratados com sulforafano foram incapazes de gerar novos tumores.

 

Paralelamente foram também utilizadas duas linhas celulares de cancro da mama, as quais foram incubadas com o mesmo composto. Após sete dias de incubação, os investigadores verificaram que o sulforafano reduziu o tamanho e o número de células estaminais cancerígenas.

 

Em comunicado de imprensa, os investigadores revelaram que os resultados sugerem que este novo tratamento pode ser combinado com outras terapias já existentes, que têm como alvo as células estaminais do cancro da mama. O desenvolvimento deste tipo de terapia dirigida às células estaminais é essencial para a eficácia do tratamento.”

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.