Britânicos têm hálito pior do que animais de estimação

Estudo aponta dedo a falhas na higiene oral

19 outubro 2003
  |  Partilhar:

O mau hálito pode inibir-nos de falar, constituindo-se num verdadeiro problema social e afectivo. E se assim é, os ingleses podem estar a passar por situações constrangedoras.  Mais de metade dos britânicos têm um hálito pior do que os seus animais de companhia, segundo um novo estudo patrocinado por uma reputada marca de pasta dentífrica. Diz ainda a pesquisa que as mulheres são quem cheira pior da boca.  Segundo um comunicado da empresa, «algumas bocas podem estar mais sujas do que as dos seus gatos»Aponta a sondagem que 52 por cento das pessoas examinadas apresentaram um nível pior do hálito do que as que os dos seus animais. O estudo também refere a necessidade de lavar a língua, com o intuito de reduzir as bactérias na cavidade bocal.  Isto porque, grande parte dos pacientes que sofrem de mau hálito apresentam depósitos esbranquiçados sobre a língua.Quanto às classes profissionais, as secretárias arrecadaram nota positiva, em mil entrevistadas, 100 por cento mostraram ter um hálito fresco. Ao invés, os trabalhadores do pequeno comércio foram quem obteve a nota negativa. E receberem uma advertência: «Podem estar a perder clientes». O mau hálito é geralmente proveniente da boca. Grande parte das halitoses devem-se a afecções dentárias como cáries e gengitives, em menor percentagem, mas não tão raras, podem estar associadas às amígdalas ou ao nariz. De uma forma ainda mais rara, que não ultrapassa um por cento, o mau hálito tem origem em disfunções do aparelho digestivo.As responsáveis pelo aparecimento do mau hálito são as bactérias que se desenvolvem na cavidade bocal. São elas que libertam os malcheirosos compostos sulfúricos quando atacam as proteínas contidas nos restos de alimentos, sobretudo na parte posterior da língua e a garganta.Traduzido e adaptado por:Paula Pedro MartinsJornalistaMNI-Médicos Na Internet 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.