Brasileiros têm 80% de herança genética dos europeus

Estudo publicado no "American Journal of Human Biology"

13 outubro 2009
  |  Partilhar:

Os ancestrais europeus respondem por quase 80% da herança genética da população brasileira, revela um estudo realizado pela Universidade Católica de Brasília e publicado na revista científica "American Journal of Human Biology".

 

Os resultados tiveram por base a análise de amostras de ADN retiradas a 200 pessoas oriundas de zonas urbanas das cinco regiões do país.

 

Em entrevista ao jornal brasileiro “Folha de São Paulo”, o líder da investigação, Rinaldo Wellerson Pereira, explicou que os resultados deste estudo reforçam dados anteriores, os quais mostravam que a cor da pele, dos olhos e do cabelo tem pouca relação com a ascendência da pessoa. "No Brasil, a pigmentação da pele está, em grande medida, desacoplada da ancestralidade, por conta do grau de miscigenação", disse à “Folha de São Paulo” o coordenador do estudo.

 

O principal objectivo do estudo é obter uma ideia mais clara da composição genética da população brasileira para entender correlações entre o ADN e certas patologias.

 

A ciência já provou que a carga genética da pessoa interfere com certas substâncias medicamentosas. Nos EUA, por exemplo, já existem fármacos desenhados para actuarem em específico na população de origem africana. "Agora, imagine uma droga dessas no Brasil. Não adianta uma pessoa ter a aparência africana para você prever se ela vai responder ao remédio", explicou Rinaldo Pereira ao mesmo jornal.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.