Botox pode ser uma solução para um tipo de cefaleia

Estudo de caso apresentado no congresso da American Academy of Neurology

13 maio 2011
  |  Partilhar:

Cientistas norte-americanos da Clínica Mayo, nos EUA, apresentaram recentemente um novo tratamento baseado no uso da toxina botulínica, conhecida como botox, para combater dores de cabeça causadas por baixa pressão do líquido cefalorraquidiano. O estudo de caso foi divulgado durante o congresso da American Academy of Neurology.

 

O estudo da Clínica Mayo foi realizado numa paciente que sofria deste tipo de dor de cabeça há 25 anos, sem opção de tratamento eficaz. Os médicos, administraram à paciente botox durante três anos com resultados positivos continuados, dado que, após cada tratamento, a melhoria durava até três meses antes de a dor reaparecer e requerer uma nova dose. Apesar de ainda não estar curada, a paciente pode agora ter uma vida “mais” normal, apontaram os especialistas, em comunicado.

 

Segundo Michael Cutrer, neurologista da Clínica Mayo em Rochester, Minnesota, e co-autor do relatório, explicou que "o botox tem sido usado há vários anos para tratar enxaquecas e tem sido bem sucedido em muitos pacientes. A esta paciente foi-lhe administrado botox porque realmente não tínhamos mais nada a oferecer".

 

"Para surpresa de todos, a paciente melhorou dramaticamente”, e a intensidade da dor das cefaleias diminuiu numa escala visual da dor: de 8 numa escala de 10, passou a sofrer de cefaleias com dor de grau 3 na escala de 10.

 

As dores de cabeça por hipotensão do líquido cefalorraquidiano ocorrem devido ao vazamento interno do fluido espinhal e a dor pode oscilar de leve a incapacitante. Embora este tipo de cefaleias possa ocorrer de forma espontânea, na maioria dos casos são desencadeadas em consequência de uma punção lombar. Para muitos pacientes, reclinar-se e repousar é a única forma de obterem alívio, porque as terapias existentes não surtem efeito por completo.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.