Botox pode aliviar dor de cabeça crónica

Estudos comprovam efeitos contra a enxaqueca

18 junho 2002
  |  Partilhar:

Depois de ser usada contra o envelhecimento da pele e suor excessivo, a toxina botulínica, ou botox, pode ter uma outra função: combater a dor de cabeça.
 

 

Cientistas americanos garantem que o botox mostrou-se eficaz em 92 por cento dos casos de dor de cabeça crónica, que não passavam após o uso de medicamentos tradicionais.
 

 

Cerca de 13 estudos sobre esta substância, uma das toxinas mais letais ao homem, foi apresentados no encontro anual da Sociedade Americana de Dor de Cabeça, em Seattle, nos Estados Unidos. Os estudos demonstraram que botox ajudou diversas pessoas a livrarem-se de enxaquecas, dores de cabeça crónicas e tencionais.
 

 

Numa das experiências, realizada no Centro Médico Baptista da Universidade de Wake Forest, 84 por cento dos pacientes apresentaram melhoras. Segundo o autor do estudo, Todd Troost, a substância foi usada no tratamento de 134 pacientes. A maioria já tinha usado outros fármacos, mas as dores teimavam em permanecer. Os resultados indicaram que 84 por cento dos pacientes apresentaram algum tipo de melhora, desses, 92 por cento relataram uma boa melhora.
 

 

A substância é uma forma purificada da toxina que causa o botulismo – uma paralisa parcial dos músculos por cerca de três meses. No tratamento da dor de cabeça, a toxina é injectada nos músculos à volta dos olhos, testa e, por vezes, na mandíbula. Nos pacientes que se queixavam de dores em toda a cabeça são aplicadas injecções adicionais na parte superior do pescoço e ombros.
 

 

 

Relaxar os músculos
 

 

Segundo Troost, o mesmo mecanismo usado pelo botox para acabar com as rugas ajuda a acabar com a dor. Em entrevista à Reuters, o especialista explicou que o botox «relaxa os músculos, mas precisamos entender o motivo. Isto porque, a substância interfere nos neurotransmissores.»
 

 

Os neurotransmissores são substâncias químicas encarregadas de transmitir mensagens. Movendo-se entre as células, os neurotransmissores são associados à dor e ao controlo muscular. Troost explicou que o botox age sobre a substância P, uma proteína associada à dor.
 

 

Um outro estudo, realizado na Clínica de Dor de Cabeça de Houston, no Texas, apresentou sucesso no tratamento de 112 pacientes com enxaqueca crónica. Os voluntários receberam cinco ciclos de injecções de botox.
 

 

Os resultados indicaram uma redução de 75 por cento de deficiência associada à enxaqueca, dias com dores de cabeça e o uso de medicamentos. Antes do tratamento, os voluntários tomavam cerca de 26,5 comprimidos contra a dor de cabeça por mês. Após o tratamento, passaram a usar apenas 4,2.
 

 

«A maior vantagem do botox é a falta de efeitos secundários, especialmente comparado a outras medicações», afirmou em comunicado de imprensa William Ondo, professor-assistente de neurologia da Escola de Medicina Baylor, em Houston.
 

 

Tratamento caro
 

 

No entanto, o tratamento não é nada barato. Cada ciclo de injecções custa cerca de mil dólares e nem sempre funciona. Todd Troost explicou que a enxaqueca é uma espécie de ciclo de dor. Alguns estudos sugerem que, se esse mecanismo for parado numa fase inicial, o paciente pode evitar a enxaqueca. « Ao relaxar os músculos, o botox parece também quebrar o ciclo», acrescentou o especialista.
 

 

A toxina botulínica começou por ser utilizada por oftalmologistas para corrigir o estrabismo. Mas, os potências desta substância alargaram ao mundo da cosmética. Em 1987 foi utilizada pela primeira vez em Dermatologia, quando Jean Carruthers testou a substância nos movimentos involuntários da musculatura palpebral. Nessa altura verificou que, para além do paciente ter melhorado, também apresentou um desenrugamento da área superciliar (na zona das sobrancelhas).
 

 

Paula Pedro Martins
 

MNI-Médicos Na Internet
 

 

Artigo feito com base em informações da agência Reuters e BBC
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.