Botox: conheça as vantagens e os malefícios

Substância pode reduzir a enxaqueca, mas pode levar á morte

03 fevereiro 2005
  |  Partilhar:

 

 

 

Além do uso da substância para fins estéticos _muito em voga actualmente _, o botox tem vindo a ser usado para outros fins, nomeadamente no tratamento da paralisia cerebral ou de espasmos musculares. Agora, um grupo de cientistas norte-americano vem dizer que o seu uso também tem efeito no tratamento da enxaqueca.
 

 

Investigadores injectaram botox em cerca de 100 pacientes para verificar quais eram os músculos ligados à ocorrência da enxaqueca. Depois, fizeram cirurgias para remover esses músculos. A cirurgia reduziu a intensidade e a frequência das enxaquecas em 92 por cento dos pacientes e eliminou totalmente a doença em um terço das pessoas envolvidas.
 

 

O estudo, publicado na revista Cirurgia Plástica e Reconstrutiva, também refere uma redução do número de abstinência dos doentes ao trabalho. Antes do tratamento, as pessoas que sofriam de enxaqueca faltavam em média 4,4 dias de trabalho por mês. Depois da cirurgia, essa média passou para 1,2 dias por mês.
 

 

Há várias teorias sobre a causa das enxaquecas. Algumas delas alegam que o problema ocorre quando nervos são presos por determinados músculos. Os cientistas usaram botox (uma toxina tradicionalmente usada para atenuar rugas no rosto ) para paralisar os músculos da testa e nuca e determinar quais deles causavam a enxaqueca.
 

 

No momento, em vários países ainda não há autorização para se utilizar botox no combate às dores de cabeça. Segundo vários especialistas, o tratamento funcionou nestes pacientes, mas outros estudos sobre o uso de injecções de botox provaram-se inconclusivos.
 

 

O Botox tem sido largamente usado em meios privados, nomeadamente nas chamadas «festas do botox», onde as pessoas se injectam com a substância. O seu uso tem levado a um grande negócio e a um mercado negro sem escrúpulos. Esse mercado ilegal e crescente começou a ser notícia há algumas semanas, quando na Florida quatro pessoas deram entrada no hospital devido ao uso de uma produto não autorizado para consumo humano.
 

 

A toxina botulínica, substância que as autoridades dos Estados Unidos (FDA) aprovaram há cerca de dois anos para uso cosmético, actua em quantidades muito diluídas para bloquear os impulsos nervosos que causam as contracções e que, por sua vez, dão lugar às rugas. Uma injecção de botox alisa o rosto com tal eficácia que milhares de americanos renderam-se aos «poderes» da substância, que proporciona um aspecto de juventude eterna.
 

 

Traduzido e adaptado por:
 

Paula Pedro Martins
 

Jornalista
 

MNI-Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.