Bombeiros têm risco mais elevado de desenvolver certos cancros

Estudo publicado no Journal of Occupationl and Environmental Medicine

24 novembro 2006
  |  Partilhar:

 

Os bombeiros têm um risco acrescido de desenvolver quatro tipos de cancro, comparativamente a outros profissionais, indica um estudo publicado na edição de Novembro da revista científica Journal of Occupationl and Environmental Medicine.
 

 

Um estudo elaborado por investigadores em saúde ambiental da University of Cincinnati, EUA, sugere que o equipamento protector utilizado pelos bombeiros não é eficaz a protegê-los contra os agentes cancerígenos com os quais contactam no combate a incêndios.
 

 

Os especialistas descobriram que os bombeiros têm duas vezes mais possibilidades de desenvolver Cancro do Testículo e possuem taxas de risco significativas para o Cancro da Próstata e o Linfoma Não-Hodgkin (género de cancro do sistema linfático com muitos tipos diferentes, que se desenvolve com rapidez).
 

 

Comparativamente a outros profissionais, os bombeiros possuem também um risco superior de desenvolver Mieloma Múltiplo (tipo de cancro que se desenvolve na medula óssea).
 

 

A equipa, co-liderada por Grace LeMasters, Ash Genaidy e James Lockey, analisou informação relativa a 110 mil bombeiros, a maioria profissionais a tempo inteiro, do sexo masculino e caucasianos, publicada em 32 estudos científicos anteriores, para correlacionar os riscos de cancro com esta actividade.
 

 

Fontes: Lusa e Imprensa Internacional
 

MNI- Médicos na Internet
 

 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.