Bisturi inteligente pode revolucionar operações cirúrgicas

Tecnologia «haptics» de alta sensibilidade e precisão está a caminho

20 novembro 2001
  |  Partilhar:

Por melhores e mais exactos que sejam os cirurgiões, está a ser criada uma nova ferramenta que aumenta a eficácia de um golpe cirúrgico. Trata-se de um bisturi inteligente que permite ao médico ter a sensação táctil do corte, o que deverá aumentar a precisão da cirurgia.
 

 

A nova invenção está a ser desenvolvido por cientistas japoneses e utiliza a denominada tecnologia táctil que permite ao operador sentir a forma e textura do corpo.
 

A tecnologia, também conhecida como «haptics» - palavra derivada do verbo grego que significa «tocar» - é definida como a ciência que permite a incorporação cibernética do sentido do tacto através dos interfaces de um computador.
 

 

Esta tecnologia funciona por meio do fornecimento de informação digital sobre as formas e texturas de uma superfície, permitindo aos cirurgiões, por exemplo, ter a sensação exacta de contacto directo.
 

 

Água e óleo, gema e clara
 

 

Takuya Nojima, da Universidade de Tóquio, conseguiu desenvolver um modelo operacional para demonstrar o potencial da invenção.
 

 

O sistema permite aos utilizadores sentir a resistência entre duas superfícies que normalmente seria impossível de ser percebida, como por exemplo, os limites do contacto entre água e óleo.
 

 

Em experiências anteriores, os cientistas utilizaram ovos cozidos, cortados com o bisturi. O facto surpreendente é que a ferramenta parou o golpe exactamente no pondo de início da clara.
 

 

Segundo Takuya Nojima o equipamento será principalmente utilizado em intervenções cirúrgicas. Se um cirurgião usar um bisturi equipado com esta tecnologia, o sensor adaptado à lâmina poderá detectar que tipo de tecido está em contacto com o aparelho e enviar a informação de volta ao médico.
 

 

Quando o bisturi estiver muito próximo de tecidos vitais, tais como artérias ou fibras do coração, o bisturi inteligente poderá detectá-los, retraindo-se automaticamente.
 

 

Outras aplicações
 

 

Mas esta nova tecnologia pode ter muitas outras aplicações. Segundo os cientistas, esta nova ferramenta também poderá ajudar pessoas que sofrem de cegueira a sentir os objectos, ou numa área mais do lazer, permitir aos internautas em visita a um museu virtual sentir as formas e texturas dos objectos.
 

 

Para muitos especialistas, a tecnologia haptics será no futuro próximo uma parte tão comum dos computadores pessoais como são actualmente os gráficos coloridos e o som estéreo.
 

 

Paula Pedro Martins
 

MNI - Médicos Na Internet
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.