Bebidas light aumentam risco de parto prematuro

Estudo publicado no “American Journal of Clinical Nutrition”

01 agosto 2010
  |  Partilhar:

 

Ingerir grandes quantidades de bebidas light, adoçadas artificialmente, foi associado a um maior risco de parto prematuro, aponta um estudo publicado no “American Journal of Clinical Nutrition”.

 

Os refrigerantes light são amplamente promovidos como uma alternativa saudável a outras bebidas, incluindo sumos, mas os cientistas verificaram que existem poucos estudos sobre a segurança do consumo regular de adoçantes artificiais em seres humanos. Ainda recentemente um outro estudo associou o consumo de refrigerantes comuns ou light à hipertensão, um factor que aumenta o risco de parto prematuro.

 

Para este trabalho, os cientistas analisaram os hábitos alimentares (incluindo quantos refrigerantes consumiam por dia)decerca de 60 mil mulheres dinamarquesas, quando estavam na 25ª semana de gravidez. Cerca de 5% destas mulheres deram à luz antes da 37ª semana.

 

As grávidas que diziam ingerir, pelo menos, um refrigerante light por dia apresentaram um risco de parto prematuro 38% superior ao das mulheres que não consumiram este tipo de bebidas. Do mesmo modo, as mulheres que disseram beber, pelo menos, quatro refrigerantes por dia tiveram um risco 80% superior de terem um bebé prematuro, independentemente do peso corporal.

 

Como apenas o refrigerante light foi relacionado com o parto prematuro, e não as bebidas com açúcar, os cientistas sugerem que a explicação para esta relação se encontra no próprio adoçante artificial.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.