Bebidas açucaradas podem aumentar o risco cardiovascular em mulheres

Estudo apresentado na reunião anual da American Heart Association

18 novembro 2011
  |  Partilhar:

Beber duas ou mais bebidas açucaradas por dia pode aumentar a perímetro da cintura de uma mulher, elevando o risco de doença cardíaca e de diabetes, segundo um estudo apresentado na reunião anual da American Heart Association.


Para o estudo, os investigadores compararam mulheres idosas que bebiam duas ou mais bebidas com açúcar por dia - como refrigerantes ou águas gaseificadas aromatizadas com adição de açúcar – com mulheres que bebiam apenas uma ou nenhuma diariamente. As mulheres que ingeriam duas ou mais bebidas por dia tinham uma probabilidade quase quatro vezes superior de desenvolverem níveis elevados de triglicerídeos; eram significativamente mais propensas a aumentarem o tamanho da cintura e a desenvolverem níveis prejudiciais de glicemia em jejum. As mesmas associações não foram observadas nos homens.


"As mulheres que bebiam mais de duas bebidas açucaradas por dia aumentavam o perímetro da cintura, mas não ganhavam peso, necessariamente. Essas mulheres também desenvolveram níveis elevados de triglicerídeos e as mulheres que tinham níveis normais de glicose no sangue, com maior frequência, tiveram uma mudança no risco de desenvolverem diabetes, de baixo para elevado, ao longo do tempo", disse a líder da investigação, Christina Shay, da Northwestern University, Chicago, EUA.


O estudo multi-étnico de aterosclerose (MESA) incluiu um questionário com perguntas sobre a frequência alimentar. Foram inquiridos 4.166 afro-americanos, europeus, chineses-americanos e hispânicos adultos dos 45 aos 84 anos de idade. No início do estudo, os participantes não apresentavam doença cardiovascular.


Para a investigação, os cientistas avaliaram os factores de risco em três exames de acompanhamento ao longo de cinco anos, com início em 2002. Os participantes foram avaliados para ganho de peso, aumento da circunferência abdominal, níveis baixos de lipoproteínas de alta densidade (HDL, genericamente denominado de bom colesterol), níveis altos de lipoproteínas de baixa densidade (LDL, o mau colesterol), triglicerídeos elevados, níveis prejudicados de glicemia em jejum e diabetes tipo 2.


Os investigadores ainda não conseguiram determinar exactamente de que modo as bebidas com açúcar influenciam os factores de risco cardiovascular, como os níveis elevados de triglicerídeos nos indivíduos que não ganham peso, mas planeiam continuar os estudos para verificar a fundo esta questão.


ALERT Life Sciences Computing, SA.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.