Bebés expostos ao fumo do tabaco têm mais infecções

Estudo publicado na “Acta Pædiatrica”

19 agosto 2009
  |  Partilhar:

A exposição dos bebés ao fumo do tabaco aumenta o número de infecções, revela um estudo realizado pela Universidade de Creta, na Grécia, e publicado na “Acta Pædiatrica”.

 

O estudo grego avaliou o efeito do fumo ambiental do tabaco na frequência e gravidade das infecções comuns na infância.

 

Partindo de uma amostra de 926 bebés, os investigadores registaram o consumo de tabaco dos pais no 1° e no 9° mês após o parto e o número de infecções nos bebés nos meses 1, 3, 6, 9 e 12 após o nascimento.

 

O estudo concluiu que a exposição ao fumo do tabaco aumentou o número de infecções e hospitalizações consequentes. Entre os bebés expostos ao fumo de tabaco, o número de infecções e hospitalizações foi maior nas crianças nascidas no Outono e com irmãos.

 

O trabalho concluiu ainda que o aleitamento materno foi um factor protector contra os efeitos do fumo do tabaco nas infecções e no número de hospitalizações por infecção e candidíase.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.