Bebés dos 4 aos 8 meses não reconhecem cólera e alegria

Estudo português apresentado na conferência da International Neuropsychological Society

08 fevereiro 2010
  |  Partilhar:

Os bebés dos 4 aos 8 meses de idade não conseguem diferenciar as expressões emocionais de alegria e cólera, refere um estudo realizado pelo Laboratório de Expressão Facial da Emoção da Universidade Fernando Pessoa, no Porto.

 

Intitulado “Expressão facial: O reconhecimento das emoções básicas cólera e alegria. Estudo empírico com bebés portugueses de 4 aos 8 meses de idade”, o estudo foi apresentado na Conferência Anual da International Neuropsychological Society (INS) – 38th Annual Meeting – que se realizou esta semana em Acapulco, no México.

 

Este estudo empírico incidiu sobre 40 bebés - 20 meninas e 20 meninos - a quem foram apresentadas fotografias de homens e mulheres adultos, exibindo no rosto as emoções básicas de alegria, medo e cólera, mostrando e não mostrando os dentes. A avaliação da reacção dos bebés foi feita quinzenalmente.

 

Os cientistas verificaram que “os bebés conseguem identificar emoções básicas, não conseguem é reconhecê-las quando há um movimento esquelético-muscular, ou seja, quando a exibição das emoções é feita de forma sequencial", explicou à agência Lusa o líder da investigação, Freitas-Magalhães, director do Laboratório.

 

Estas dificuldades apresentadas pelos bebés são atribuídas quer "à falta de maturação das estruturas mentais superiores" quer "à ausência de maturação dos aspectos perceptíveis".

 

Este estudo, que se iniciou em 2007, vai ser replicado ainda este ano a nível internacional.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.