Bebés com genes de três progenitores
07 maio 2001
  |  Partilhar:

Trinta bebés resultantes da fecundação artificial por um método novo possuem, pelo menos potencialmente, genes de três progenitores biológicos, o que está a levantar problemas éticos, nos EUA e em Israel.
 

 

Um diário israelita refere que este é um novo processo de fecundação, destinado a casos raros de esterilidade, praticado apenas num hospital de Israel e em outro nos Estados Unidos.
 

 

Um médico norte-americano e um israelita concluíram que, quando os embriões de destroçam antes mesmo de poderem ser implantados, o problema reside no citoplasma - o material que envolve o núcleo do óvulo e conduz a sua evolução, após a fecundação.
 

 

Numa série de experiências os médicos injectaram nos óvulos das mulheres em tratamento citoplasma de dadoras. Esses citoplasmas contém, entre outras coisas, mitocôndrios.
 

Esses mitocôndrios têm o seu DNA próprio, donde a criança que nasce por esta forma de fecundação possui potencialmente genes da mulher estéril, do homem cujo sémen fecundou o óvulo, e da dadora do citoplasma.
 

 

O principal problema ético põe-se em relação aos descendentes destas crianças, nos quais podem produzir-se alterações genéticas estáveis.
 

 

Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.