Beber mais café pode reduzir o risco de diabetes

Nova investigação reforça estudos antigos

06 janeiro 2004
  |  Partilhar:

A ingestão de mais café pode reduzir o risco de desenvolver a forma mais comum da diabetes, conclui um estudo divulgado nos Estados Unidos.Em comparação com não bebedores de café, homens que bebem mais de seis canecas de café cafeinado por dia reduzem em cerca de metade o risco de contraírem diabetes de tipo 2, enquanto que as mulheres baixam esse risco em 30 por cento, segundo o estudo, publicado pela revista Annals of Internal Medicine. Todavia, os peritos consideram necessária mais investigação para saber ao certo se será realmente o café, ou algo mais, que protege os bebedores de café. A diabetes de tipo 2, que aparece normalmente entre pessoas de meia idade, está a aumentar nos Estados Unidos e noutros países desenvolvidos, onde muitos jovens estão a ficar mais gordos e menos activos.Os pacientes com esta doença ou não segregam insulina suficiente ou os seus organismos não a utilizam devidamente. Isso provoca o aumento dos níveis de açúcar no sangue que, com o tempo, pode causar cegueira, doença cardíaca, insuficiência renal e danos nos nervos, podendo levar a amputações.Descobriu-se anteriormente que a cafeína reduzia a sensibilidade da insulina e aumenta o açúcar no sangue. Porém, os investigadores notam que o café, seja normal ou descafeinado, também contém potássio, magnésio e anti-oxidantes que podem contrariar esses efeitos negativos e melhorar a resposta do corpo à insulina.No estudo mais recente, que cobriu um período de 12 a 18 anos, mais de 126 mil pessoas preencheram questionários sobre, entre outras coisas, o seu consumo diário de café e chá, tendo os investigadores ajustado os dados com factores de risco como tabagismo, exercício e obesidade.Registou-se um efeito mais modesto entre os bebedores de café descafeinado: uma redução de risco de 25 por cento nos homens e 15 por cento nas mulheres. Não foi estabelecida qualquer relação estatisticamente significativa entre diabetes e chá.Os resultados coincidem com os de outro estudo efectuado em 2000 junto de 17 mil adultos holandeses, segundo os quais quem bebia pelo menos sete chávenas de café por dia tinha metade de probabilidades de desenvolver diabetes de tipo 2 do que os que bebiam duas chávenas ou menos.Num comentário, a Associação Americana de Diabetes manifestou a preocupação de que estes estudos desviem a atenção do público para soluções ilusórias, afastando-o do que efectivamente combate a diabetes: dieta, perda de peso e exercício físico.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.