Beber chá muito quente pode provocar cancro do esófago

Estudo publicado no “British Medical Journal”

31 março 2009
  |  Partilhar:

Beber chá muito quente pode causar cancro do esófago, segundo um estudo iraniano que sugere que as pessoas deveriam deixar arrefecer as bebidas antes de as ingerir.

 

Enquanto estudos anteriores já tinham demonstrado existir uma associação entre o consumo de álcool e de tabaco e o cancro do esófago, este estudo publicado recentemente no “British Medical Journal” revela que a ingestão de bebidas muito quentes pode também contribuir para o desenvolvimento deste tipo de cancro.

 

Reza Malekzadeh e os seus colaboradores da Tehran University of Medical Sciences estudaram os hábitos de beber chá de 300 pessoas que tinham cancro do esófago e de 571 homens e mulheres saudáveis.

 

Os participantes eram todos oriundos do norte do Irão, região em que as taxas de cancro do esófago são das mais elevadas do mundo. A maioria dos participantes bebia chá regularmente, em média mais de 1 litro por dia.

 

Os investigadores concluíram que quem bebia chá muito quente, acima dos 70º C, tinha oito vezes mais probabilidades de desenvolver cancro do esófago do que aqueles que bebiam chá morno, a temperaturas inferiores a 65º C.

 

Os investigadores observaram ainda que as pessoas que começavam a beber o chá logo após ser servido, com um intervalo de espera de menos de dois minutos, apresentavam um risco cinco vezes maior de sofrerem de cancro do esófago do que as pessoas que esperavam quatro ou mais minutos.

 

Por ano, o cancro do esófago mata mais de 500 mil pessoas em todo o mundo, sendo o carcinoma das células escamosas do esófago o tipo mais comum desta doença.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.