Beber café reduz risco de cancro do fígado

Investigadores japoneses apresentam novos estudos

27 janeiro 2005
  |  Partilhar:

 

 

As pessoas que bebem mais de uma chávena de café por dia correm menos riscos de contrair cancro do fígado, indica um estudo da Universidade de Tohoku, do Japão, apresentado no sábado, na reunião da Associação Japonesa de Epidemiologia.
 

 

O estudo não especifica qual a substância que ajuda a prevenir o cancro, mas refere investigações com animais em que o ácido clorogénico, presente nos grãos de café, reduziu os riscos de cancro.
 

 

A investigação, conduzida pelo especialista em saúde pública Ichiro Tsuji, reuniu informação baseada nos hábitos de 61 mil pessoas com mais de 40 anos, entre 1984 e 1997.
 

 

Um total de 117 participantes contraiu cancro do fígado, segundo o estudo, que estabeleceu um nível 1 para os não bebedores de café e concluiu que o risco de adoecer foi de 0,58 para os que bebem mais de uma taça por dia e 0,71 para os que consomem menos dessa quantidade.
 

 

O consumo de café per capita no Japão é de 3,1 quilogramas, atrás da Finlândia (11 quilogramas), da média dos outros países europeus (5,4 quilogramas) e dos Estados Unidos (4,2 quilogramas), segundo fontes da indústria.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.