Bebé de seis meses diferencia melhor dois macacos que um adulto
16 maio 2002
  |  Partilhar:

Um bebé de seis meses consegue diferenciar a cara de dois macacos, capacidade que perde aos nove com o desenvolvimento do cérebro, que parece privilegiar o que é mais útil, como diferenciar rostos humanos.
 

 

"O sistema de reconhecimento das caras muda de forma importante durante o primeiro ano de vida", explicou Michelle de Haan, co-autora de um estudo realizado no Reino Unido que a revista Science publica hoje.
 

 

"Vemos geralmente o desenvolvimento como uma aquisição de competências. O elemento surpreendente deste caso é o facto dos bebés parecerem perder uma capacidade com a idade", explica a cientista.
 

 

"Isto reflecte provavelmente um mecanismo do cérebro que lhe permite reconhecer o que é mais importante, as caras humanas, passando pela perda da capacidade de detectar as diferenças menos úteis", acrescentou.
 

 

Este exemplo de "estreitamento da percepção" manifesta-se igualmente na redução da capacidade de, com o envelhecimento, distinguir entre dois sons próximos de uma língua estrangeira, o que não representa uma deterioração da memória, mas sobretudo uma modificação no desenvolvimento neural, que intervém durante toda a vida e de uma forma mais alargada do que se poderia pensar, consideram os investigadores.
 

 

Bebés e adultos
 

 

O estudo foi conduzido em 11 adultos, 30 bebés de seis meses e 30 bebés de nove meses, todos saudáveis.
 

 

Os cientistas mostraram fotografias a cores representando caras de mulheres e de homens, e, depois, de pequenos macacos.
 

 

Entre dois pares de fotos, uma era nova e outra tinha já sido apresentada anteriormente.
 

 

Os cientistas puderam estabelecer que os bebés de seis meses reconhecem tão bem as caras humanas já vistas como as de macacos, uma vez que fixam durante mais tempo as caras novas, tanto de humanos como de símios.
 

 

Pelo contrário, os bebés de nove meses e os adultos prestam atenção apenas às caras humanas novas.
 

 

Fonte: Lusa
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.