Base de dados sobre envelhecimento apresentada este mês

Grupo de investigadores liderado por português

05 janeiro 2005
  |  Partilhar:

A primeira base de dados na área da genética do envelhecimento humano tem a assinatura de uma equipa de investigadores liderada por um cientista português. A base de dados, intitulada Human Ageing Genomic Resources, fornece informações sobre os genes ligados ao envelhecimento, o que de acordo com especialistas, promete tornar-se uma peça importante na investigação daquele processo.Segundo João Pedro de Magalhães, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos da América, o trabalho da sua equipa «pode ajudar a desenvolver terapias para aliviar algumas doenças do envelhecimento como as doenças neurodegenerativas».A revista Nature Reviews Genetics referiu a base de dados Human Ageing Genomic Resources como de interesse especial em 2004. E o estudo vai ser publicada este mês na revista Nucleid Acids Research.O cientista português, em colaboração com investigadores da Universidade de Namur, Bélgica, e do Hospital Brigham and Women, de Boston, desenvolveu ainda a maior e mais acessível base de dados sobre o envelhecimento em espécies animais.O catálogo de recordes de longevidade para mais de 2000 animais e 800 mamíferos tem como objectivo, além da satisfação da curiosidade de cientistas e público em geral, a identificação de novos modelos animais que permitam um melhor conhecimento do envelhecimento.Outro dos objectivos da equipa é tentar estabelecer uma lista com uma descrição actualizada das várias espécies que aparentemente não envelhecem, como por exemplo determinados tipos de tartarugas.João Pedro de Magalhães, natural do Porto, licenciado em Microbiologia e doutorado em Biologia do Envelhecimento, trabalha no Departamento de Genética da Faculdade de Medicina da Universidade de Harvard, em Boston.Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.