Bancários procuram ajuda psiquiátrica

Pressões emocionais e profissionais conduzem a doenças

24 junho 2002
  |  Partilhar:

Os profissionais da banca estão a procurar cada vez mais a ajuda psiquiátrica devido ao aumento das pressões emocionais e profissionais resultantes da reestruturação deste sector, revela o Jornal de Notícias (JN) esta terça-feira
 

 

O medo de fazer parte do contingente de pessoal a reduzir, a concorrência, a polivalência de funções, a multiplicação de produtos e a disputa por prémios de produtividade e a incerteza quanto ao futuro têm justificado baixas por doença e consultas ao psiquiatra por um número cada vez maior de bancários.
 

 

Entre 2000 e 2001, a procura cresceu «27% nos Serviços de Assistência Médico-Sociais (SAMS) do Sindicato dos Bancários do Norte», segundo o presidente do seu Conselho de Gerência, Sá Coutinho. Este aumento, justifica, «ficou a dever-se às novas condições de concorrência num sector cuja actividade subiu, mas cujo contingente laboral diminuiu».
 

Outro funcionário dos SAMS do Centro, Mário Figueira, citado pelo diário, não tem dúvidas a corroborar um aumento de consultas de psiquiatria, justificando- o «com a ansiedade e o stress da profissão, cujas condições mudaram substancialmente nos últimos anos» acrescenta o JN.
 

 

Veja mais no: Jornal de Notícias
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.