Balanço do projecto “Via Verde” Coronária

Números não revelam ganhos evidentes nos AVCs

01 outubro 2008
  |  Partilhar:

A utilização do projecto “Via Verde” baixou a mortalidade nos hospitais devido a enfarte agudo do miocárdio e da doença isquémica cardíaca, mas "não há ganhos evidentes" nos acidentes vasculares cerebrais AVCs, segundo o coordenador nacional para as doenças cardiovasculares.
 

 

Os números nacionais revelam que relativamente à mortalidade dentro dos hospitais por enfarte agudo do miocárdio houve uma redução de 12 para 10% entre 2005 e 2007 e na doença isquémica cardíaca uma diminuição de 6,8 para 4,8, traduzindo já um "valor abaixo da média definida a nível do Plano Nacional de Saúde de 2010", afirmou à agência Lusa Rui Ferreira.
 

 

No que respeita a AVCs, os números não oscilaram muito, passando apenas de 15,6 para 15,5% em dois anos.
 

 

A nova campanha informativa foi lançada quarta-feira para reforçar a mensagem de que o contacto para o número telefónico 112 pode "desencadear uma resposta muito mais orientada do que o recurso por meios próprios ao serviço de urgência local".
 

 

Alert Life Sciences Computing, SA

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.