Bactérias vivem dois quilómetros abaixo da crosta terrestre
09 junho 2004
  |  Partilhar:

Cientistas chineses e norte-americanos descobriram que alguns microrganismos habitam em lugares situados até dois quilómetros abaixo da crosta terrestre, um dos habitats na Terra onde a vida é mais difícil.Segundo informa a agência noticiosa oficial chinesa, os cientistas encontraram dois tipos de bactérias capazes de viver a grandes profundidades, onde nenhum outro ser vivo é capaz de sobreviver, e que se alimentam aparentemente de ferro e metano.Ao fazer o anúncio, o biólogo chinês Xu Zhijin, chefe das equipas de prospecção e análise, e membro da Academia de Ciências da China, disse que a descoberta «quebrou o conceito tradicional de vida».«Estas bactérias são capazes de viver a altas temperaturas e num meio em que não há oxigénio», explicou o cientista. O local da descoberta está situado na província oriental de Jiangsu, a norte de Xangai, onde desde 2001 cientistas da China e dos Estados Unidos trabalham numa prospecção com 3.700 metros de profundidade. Os peritos referiram que nos próximos meses serão sistematizados os dados recolhidos, esperando-se então, segundo o professor Xu, «revelações ainda mais explosivas».Fonte: Lusa

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.