Bactérias multirresistentes e mais agressivas estão a surgir em Portugal

Investigação da Universidade de Coimbra

09 abril 2012
  |  Partilhar:

Em Portugal estão a surgir bactérias que além de multirresistentes aos antibióticos são também agressivas, dá conta uma equipa de investigadores da Universidade de Coimbra (UC).

 

“Recorrendo a estudos genéticos, temos verificado que estão a emergir estirpes simultaneamente resistentes e virulentas (violentas, agressivas), o que é preocupante”, revelou à agência Lusa Gabriela Jorge da Silva, coordenadora da investigação, que está a ser desenvolvida, há uma década, na Universidade de Coimbra (UC).

 

Com a capacidade que as bactérias têm de transferir o seu material genético para outras famílias de bactérias, “a resistência à ação de antibióticos é cada vez maior”, daí que “identificar estirpes bacterianas de origem animal ou hospitalar e os genes de resistência e de virulência, e a forma como estes se disseminam em vários ambientes, é de extrema importância para a compreensão do impacto na saúde pública da resistência aos antibióticos”, afirma.

 

A investigadora alerta, por isso, para a “necessidade urgente de um melhor controlo da infeção hospitalar e para a racionalização do uso dos antibióticos”.

 

“O custo do tratamento de infeções provocadas por bactérias resistentes aos antibióticos é muito elevado, impõe novas consultas médicas, prolonga a hospitalização do doente, obriga à utilização de antibióticos mais caros e contribui para o aumento da taxa de mortalidade”, conclui.

 

De acordo com um estudo realizado em 28 países europeus a taxa de infeções em doentes internados em hospitais portugueses é de 11%, muito acima da média total, que ronda os 2,6 %.

 

Para diminuir as infeções hospitalares, a Organização Mundial de Saúde instituiu o Dia Mundial da Higiene das Mãos, que se assinala a 5 de maio, tendo Portugal aderido à campanha em 2008.

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.

Partilhar:
Classificações: 1 Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.