Bactéria Resistente à Meticilina propaga-se de modo preocupante nos EUA

Estudo publicado nos “Annals of Internal Medicine”

17 janeiro 2008
  |  Partilhar:

Uma variante da bactéria Estafilococos Aureus Resistente à Meticilina (MRSA, conhecida como MRSA USA300), que pode levar à morte, está a propagar-se rapidamente entre a comunidade homossexual das cidades de São Francisco e Boston, nos EUA.
 

De acordo com um estudo publicado na revista especializada "Annals of Internal Medicine", a nova forma da bactéria MRSA é transmitida através da prática de sexo anal, pelo contacto da pele ou com superfícies contaminadas.
 

 

Os especialistas fizeram um levantamento da incidência da doença em diferentes áreas das cidades de São Francisco e Boston com base em registos hospitalares, mas não informaram o número exacto de contaminados até ao momento. A equipa de investigadores descobriu que no distrito de Castro, em São Francisco, - que teria uma das maiores concentrações de homossexuais dos EUA - um em cada 588 residentes estaria infectado com a bactéria. Noutras áreas da cidade, essa proporção seria de um para cada 3.800.
 

 

A infecção pode causar úlceras na pele, necrose dos tecidos, atacar órgãos como pulmão e o coração e propagar-se facilmente pela corrente sanguínea. Entre a comunidade homossexual, a doença teria proliferado pelo contacto da pele, causando abcessos e infecções nas nádegas e nos órgãos genitais.
 

 

Os especialistas aconselham esfregar o corpo com água e sabão após as relações sexuais para evitar que a bactéria se propague.
 

 

Os investigadores advertem que a menos que laboratórios de microbiologia identifiquem o tratamento adequado para nova bactéria, “a infecção poderá se espalhar rapidamente e tornar-se uma ameaça nacional”.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.