Bactéria resistente à maioria dos antibióticos preocupa autoridades de saúde

Estudo publicado na “The Lancet”

15 agosto 2010
  |  Partilhar:

Uma nova bactéria resistente à maioria dos antibióticos foi detectada nos hospitais britânicos em pacientes submetidos a cirurgias plásticas na Índia ou no Paquistão, indica um estudo publicado na “The Lancet”.
 

De acordo com a notícia avançada pelo “Diário de Notícias”, os EUA, Austrália e Holanda também já detectaram este microorganismo, que tem um novo mecanismo de resistência, levando os especialistas a considerar que se trata de uma ameaça "clara e assustadora" à saúde pública.
 

Este microorganismo é portador de um gene denominado New Delhi Metallo-beta-lactamase ou NDM-1, o qual o torna resistente a praticamente todos os antibióticos, incluindo os carbapenemos, que "são os de última linha, usados quando todos os outros já não são eficazes", explica a coordenadora do Programa Nacional de Controlo da Infecção, Cristina Costa.
 

Este gene foi identificado pela primeira vez no ano passado por Timothy Walsh e pode tornar-se numa séria ameaça na guerra contra as bactérias e, consequentemente, para a saúde pública, alertam os especialistas na revista “The Lancet”.
 

Os autores do estudo chamam à atenção para o facto de este mecanismo poder ser adoptado por outras bactérias, já de si resistentes a antibióticos, criando infecções impossíveis de tratar. E o potencial para se espalhar a todo o mundo é "claro e assustador", referem.
 

Para Cristina Costa, uma forma de controlar a disseminação destas bactérias é apostar na prevenção das infecções através, por exemplo, da lavagem frequente das mãos e desinfecção dos equipamentos hospitalares.
 

ALERT Life Sciences Computing, S.A

Partilhar:
Classificações: 3Média: 5
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.