Bactéria que provoca cárie evoluiu com o ser humano

Estudo da New York University

11 fevereiro 2008
  |  Partilhar:

A Streptococcus mutans, uma bactéria presente na boca e responsável pelas cáries, acompanha o homem há cerca de duzentos mil anos, revela um estudo da New York University.
 

 

Para rastrear a história do microrganismo, os cientistas utilizaram a mesma tecnologia de pesquisa genética que permitiu a descoberta dos primeiros humanos em África. Pelas análises realizadas, a bactéria passou pelo mesmo processo evolutivo que o Homem.
 

 

O método utilizado foi a análise dos plasmídeos, que são moleculas de ADN que participam na troca de informação genética e do desenvolvimento de resistência das bactérias.
 

 

Foram recolhidas mais de 600 amostras de bactérias presentes na boca nos seis continentes, em 20 anos de estudo.
 

 

Com o estudo foi possível identificar 60 estirpes diferentes que representam as várias fontes étnicas do mundo. A árvore genealógica da bactéria tem as suas raízes na África, com um ramo principal em direcção à Ásia, seguido pelo retorno da Ásia para a Europa e, posteriormente, a distribuição para as Américas.
 

 

ALERT Life Sciences Computing, S.A.
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.