Bactéria que limpa solos e águas contaminados

Descoberta pode acabar com a poluição

09 julho 2003
  |  Partilhar:

Uma equipa de cientistas da Universidade de Gent, na Bélgica, descobriu uma bactéria que pode ser usada para limpar terrenos e águas subterrâneas contaminados com compostos cloretados, nomeadamente o cloreto de etileno.
 

 

Estas substâncias chegam aos subsolos em consequência da actividade industrial e podem contaminar com gravidade as águas subterrâneas. O cloreto de etileno, a matéria prima do cloreto de polivinilo (PVC), é presumivelmente cancerígeno e uma ameaça à vida selvagem, sendo tóxico durante 50 anos.
 

 

Segundo o chefe da equipa de investigadores «trata-se de uma bactéria DCA1, um tipo de bactéria anaeróbica que pode transformar o cloreto de etileno em etano sob circunstâncias ambientais normais e em muito poucos dias».
 

Injectar uma solução de cultura da estirpe DCA1 nas águas subterrâneas contaminadas é, de acordo com os investigadores, muito mais barato e eficiente que os métodos usados até agora, como tratar as águas com químicos ou retirá-las dos subsolos.
 

 

Fonte: Lusa
 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.