Bactéria da pneumonia descodificada

Sequenciação do genoma permitirá evolução de vacinas

22 julho 2001
  |  Partilhar:

Uma equipa de investigadores norte-americana fez a sequenciação completa do genoma da bactéria Streptococcus pneumoniae. Isto significa que conseguiu determinar a ordem das bases químicas que constituem os genes de uma das bactérias que mais mortes tem causado. Mais de três milhões de crianças e idosos morrem por ano em todo o mundo com pneumonia aguda ou meningite.
 

 

"A informação de que agora dispomos representa um marco importante na compreensão da virulência e da patogenia desta bactéria altamente infecciosa", afirmou Claire Fraser, presidente do instituto à frente desta investigação.
 

 

O resultado dos trabalhos efectuados durante cinco anos por vários centros de investigação norte-americanos, liderados pelo Instituto para a Investigação de Genomas (TIGR), foi publicado na revista científica Science de 20 de Julho.
 

 

A equipa de investigadores, liderada por Hervé Tettelin, do TIGR, determinou a ordem exacta das 2,16 milhões de pares de bases químicas que constituem os 2236 genes presentes no ADN da bactéria. Ao analisar a sequenciação genética da Streptococcus pneumoniae, os cientistas poderão fazer a comparação entre as diversas estirpes da bactéria – as não infecciosas, as infecciosas e as infecciosas que são já resistentes a antibióticos.
 

 

A Streptococcus pneumoniae é uma das bactérias patogénicas mais perigosas devido à sua virulência, morbilidade (número de doentes) e da elevada taxa de mortes que causa. Estas características vão piorando à medida que a bactéria se torna cada vez mais resistente aos antibióticos, nomeadamente à penicilina.
 

 

Fonte: Sic

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.