Aviso a pessoas com Tinha submetidas a Radiação entre 1950 e 1963

Ipatimup apela ao contacto por receio de desenvolvimento de vários tipos de cancro

23 fevereiro 2007
  |  Partilhar:

 

O Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto (Ipatimup) solicitou às pessoas que foram submetidas ao tratamento por Radiação à Tinha (Tinea capitis – uma infecção fúngica também denominada dermatofitose), entre 1950 e 1963, que entrem em contactem com o instituto.
 

Segundo uma fonte do Ipatimup, os tratamentos efectuados entre esses anos podem ter provocado o desenvolvimento de vários tipos de cancros, como o da tiróide e da pele, entre outros.
 

 

José Teixeira Gomes, responsável por um estudo que está a ser desenvolvido no Ipatimup e que envolve 5300 pessoas — então com idades entre os oito e os dez anos — disse que o objectivo "é analisar as principais consequências do tratamento a que foram submetidas". "Na altura, pensava-se que aquela era a melhor técnica para acabar com a doença, porque fazia cair o cabelo, desconhecendo-se os seus efeitos", disse o investigador, admitindo a hipótese de os tratamentos terem potenciado o desenvolvimento de vários tipos de cancros.
 

 

"Já observamos 230 pessoas da região Porto e 54 pessoas fora desta região, e em cerca de 30% delas encontrámos patologias hipoteticamente relacionáveis com irradiação e 12% tinham doenças que de certeza absoluta foram por ela causadas", revelou Teixeira Gomes.
 

 

Para mais informações e contactos, visite www.ipatimup.pt
 

 

Fontes: Lusa e Público
 

MNI- Médicos Na Internet
 

 

Partilhar:
Ainda não foi classificado
Comentários 0 Comentar

Comente este artigo

CAPTCHA
This question is for testing whether you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
Incorrecto. Tente de novo.
Escreva as palavras que vê na imagem acima. Digite os números que ouviu.